Afeto



Falar sobre afeto inicialmente pode parecer simples. Eu poderia apenas inserir aqui a definição de um dicionário ou apenas falar sobre amor. Porém uma questão surge ao nos questionarmos com uma intensidade sobre o que realmente é o afeto, é o amor.
 

Sentir afeto por alguém ou algo demanda de algo maior do que apenas uma simples afinidade, um simples "eu gosto". Sentir afeto é colocar em evidência a prática do amor incondicional, o amor universal. O amor tão puro que transcede tempo e espaço, consegue transpor-se por toda e qualquer divergência que a existencia humana possa colocar em nosso caminho.

Para desfrutar de tão puro sentimento, é preciso em primeiro plano, despertar o afeto próprio, ou como costumamos dizer o amor próprio. Sem esse auto-amor, não sentiremos plenamente a pureza de um afeto. O ato de amar-se engloba desde o cuidado com o corpo físico até o cuidado da alma. Se a alma estiver danificada, o corpo físico deixará isso tranparecer, e virce-versa.

Portanto sem amar-nos nunca poderemos amar o outro. Trata-se de algo muito simples, não podemos dar o que não temos. Como distribuir afeto se não temos essa habilidade emocional em nós?

Há muitas notícias sendo veículadas nos últimos anos a respeito do suposto "fim do mundo". No meu entendimento, o que de fato está ocorrendo com o planeta, refere-se muito mais as questões de ordem geológicas do que místicas. O planeta como um todo vem se transformando há bilhões de anos, desde o seu surgimento, e é fato comprovado de que essas transformações continuam por acontecer, porém com o desenvolvimento e evolução de nós, humanos, esse processo vem se acelerando graças a nossa falta de AMOR, de AFETO.

Há tempos a sociedade vem minando esses sentimentos, tachando-os como se amar e sentir afeto fosse algo de outro mundo, inútil e sem sentido. Desta forma, a humanidade vem cavando sua própria extinção.

Como educadora que sou, percebo que a cada dia vem me sendo mostrado a importância de eu ser um Ser praticante e propagador de Afeto. Cabe a mim, uma grande e nobre responsabilidade, levar aos meus educandos os valores e importância de se demostrar incondicionalmente o Afeto, o Amor.

Fácil essa missão??? Nem um pouco afinal ainda sou humana! Desistir de propagar esses ensinamentos??? Jamais!

 

Gratidão ao Universo de Luz, que sempre e sempre conspira ao nosso favor.

Namaste

(escrito por mim em 14/02/2012, 23:45hs)

Comentários

  1. feliz pascoa

    http://laracroft3.skynetblogs.be http://lunatic.skynetblogs.be

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

De volta á escrita

Compartilhar

Quem foi PADMAPANI?