Crianças Índigo

A partir da década de 80, elas começaram a chegar, mais e mais. São crianças espectaculares, que chegam para ajudar a Humanidade na transformação social, educacional, familiar e espiritual de todo o planeta, independente das fronteiras e das classes sociais. Estas crianças são como catalisadores da nova consciência e vêm desencadear as reacções necessárias para as transformações.

Estas crianças possuem uma estrutura cerebral diferente naquilo que toca ao uso das potencialidades dos hemisférios esquerdo (menos) e direito (mais). Isso quer dizer que elas vão além do plano intelectual, sendo que no plano comportamental está o foco do seu brilho. Elas exigem do ambiente em volta delas certas características que não são comuns ou autênticas nas sociedades actuais. Elas ajudar-nos-ão a destituir dois paradigmas da humanidade:

*elas ajudar-nos-ão a diminuir o distanciamento entre o PENSAR e o AGIR. Hoje na nossa sociedade todos sabem o que é certo ou errado. No entanto, nós frequentemente agimos diferentemente do que pensamos. Dessa maneira, estas crianças vão nos induzir a diminuir este distanciamento gerando assim uma sociedade mais autêntica, transparente, verdadeira, com maior confiança nos inter-relacionamentos;

*elas também nos ajudarão a mudar o foco do EU para o PRÓXIMO, inicialmente a partir do restabelecimento da autenticidade e confiança da humanidade, que são pré-requisitos para que possamos respeitar e considerar mais o próximo do que a nós mesmos. Como consequência, teremos a diminuição do egoísmo, da inveja, das exclusões, resultando numa maior solidariedade, partilha e cooperação entre todos os seres.

indigos_jpg

Algumas "dicas" para reconhecer os Índigos 

* Têm alta sensibilidade
* Têm excessivo montante de energia
* Distraem-se facilmente

* Têm baixo poder de concentração

* Requerem emocionalmente estabilidade e segurança dos adultos
* Resistem à autoridade se não for democraticamente orientada
* Possuem maneiras preferenciais na aprendizagem particularmente na leitura e matemática
* Aprendem através do nível de explicação, resistindo à memorização mecânica ou a serem simplesmente ouvintes
* Não conseguem ficar quietas ou sentadas, a menos que estejam envolvidas em alguma coisa do seu interesse
* São muito compassivas; têm muitos medos tais como a morte e a perda dos amados

* Se elas experimentarem muito cedo decepção ou falha, podem desistir e desenvolver um bloqueio permanente.

O que é uma Criança Índigo?

Uma Criança Índigo é aquela que apresenta um novo e incomum conjunto de atributos psicológicos e mostra um padrão de comportamento geralmente não documentado ainda. Esse padrão tem factores comuns e únicos que sugerem que aqueles que interagem com elas (pais em particular) mudam o seu tratamento e orientação com o objectivo de obter o equilíbrio. Ignorar esses novos padrões é potencialmente criar desequilíbrio e frustração na mente desta preciosa nova vida.

Porquê a designação «índigo»?

O termo "Crianças Índigo" vem da cor da aura destas crianças. Existe uma amiga dos autores acima citados, cujo nome é Nancy Ann Tappe, autora do livro "Entendendo a Sua Vida Através da Cor", que pode observar a aura destas crianças, notando uma cor azul forte. Nesse livro estão as primeiras informações sobre o que ela titulou de Crianças Índigo.

Segundo Nancy, 80% das crianças nascidas depois de 1980 são Índigos. Há quem as designe de "Criança Estrela" ou "Crianças Azuis", mas foi através do trabalho de Nancy que elas passaram a designar-se "Crianças Índigo".
Na pesquisa sobre as Crianças Índigo, alguma coisa se tornou quase aparente para os autores/investigadores: embora estas crianças formem um grupo relativamente novo, a sua sabedoria sem idade está a mostrar uma nova e mais amável maneira de estar, não só com elas mesmas, mas com cada um de nós.

Existem vários Tipos de Índigo, mas na lista a seguir podemos observar alguns dos padrões de comportamento mais comuns:
* vêm ao mundo com um sentimento de realeza e frequentemente agem desta forma.
* têm um sentimento de "desejar estar aqui" e ficam surpresas quando os outros não compartilham isso.
* a auto-valorização não é uma grande característica, frequentemente perguntam aos pais quem elas são, de onde vieram.
* têm dificuldades com autoridade absoluta sem explicações e escolha.
* simplesmente não farão certas coisas; por exemplo, esperarem quietas é difícil para elas.
* tornam-se frustradas com sistemas ritualmente orientados e que não necessitam de pensamento criativo.

* frequentemente encontram uma maneira melhor de fazer as coisas, tanto em casa como na escola, o que as faz parecer como questionadores dos sistemas (inconformistas com qualquer sistema).
* parecem anti-sociais a menos que estejam com outras do mesmo tipo.

* se não existem outras crianças com um nível de consciência semelhante à sua volta, elas frequentemente tornam-se introvertidas, sentindo-se como se ninguém as entendesse.
* a escola é frequentemente difícil para elas do ponto de vista social.
* não respondem à pressão por culpa do tipo: "Espera até o teu pai chegar e descobrir o que fizeste!".
* não são tímidas quando precisam de fazer os adultos perceberem o que elas necessitam.

 

TEXTO RETIRADO DO SITE:http://peregrina12.planetaclix.pt/criancasindigo.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De volta á escrita

Compartilhar

Quem foi PADMAPANI?