A Nova Cultura

Muito tempo se passou desde a última publicação neste blog. Estive transitando por momentos de aprendizado profundo e dolorosos. Em algum outro momento relato com detalhes.

O que me motivou a voltar a escrever foi ter tomado conhecimento de um movimento chamado "A Nova Cultura".

Um dia qualquer de 2016 estava "stalkeando" algumas pessoas que eu sigo no Instagram (IG) e foi que me deparei com um post sobre um garoto com um olhar singelo, luminoso e sereno. Ele se chama Erick Mafra. Me chamou a atenção e resolvi também segui-lo no IG.

O ano de 2016 foi seguindo, cheio de altos e baixos para todos em nosso Planeta. Acontecimentos globais que eram dissipados pelas redes sociais, guerras, mortes, desastres, economia em queda, corrupção de âmbito mundial. Foi um ano tenso, de energias pesadas. Em meados do segundo semestre de 2016, comecei a prestar mais atenção nas postagens do Erick Mafra, sempre falando de gentileza, de amor, carinho, sentimentos que estão distantes da maior parte da população mundial. Ele postava coisas sempre com bondade, luz e falando dessa "Nova Cultura", da cultura do "Amor Infinito". Fiquei curiosa.

Claro!!! Eu, 36 anos, mãe, esposa, profissional, louca e estressada! Conhecedora da doutrina maior de luz, do Reiki  e tudo o que está relacionado com o Amor Universal, estava vivendo há algum tempo longe de tudo isso que eu já conhecia. Havia esmagado a serenidade, a afetividade, aos poucos apagando a luz que sempre emanou de mim.

O pior é que estava ficando evidente para os mais próximos, como minha mãe. Ela vinha me alertando, constantemente, de que eu estava matando a verdadeira Camile, aquela meiga, feliz, carinhosa, gentil...e eu não a escutava, não queria enxergar o que no fundo eu sabia que era verdade.

O  fim do ano finalmente chegou! E 2017 nascia com um chamado para mim...eu senti que era o momento de retornar as minhas origens. Mas como fazer isso? E a culpa por ter me distanciado de tudo? E o medo de não conseguir resgatar quem de fato eu era?

Foi então que no dia 2 de janeiro de 2017 eu resolvi atender ao apelo da notificação do YouTube que me lembrava que o Erick Mafra havia postado um vídeo em seu mais novo canal. Assisti ao vídeo, e aquilo mexeu de vez comigo.

Hoje já com 37 anos, estou retornando as minhas origens graças ao vídeo de um jovem garoto, que me fez lembrar da beleza que é estar vivo, que é amar incondicionalmente sem esperar por nada em  troca, apenas amar. Que isto que ele denomina de " Amor Infinito" nada mais é do que eu inúmeras vezes chamei de "Amor Universal".

O Universo é tão grandioso e maravilhosos que ele usa de mecanismos inexplicáveis e inesperados para nos resgatar, nos mostrar o quanto "Ele" nos ama, mesmo quando nos afastamos...a gratidão que sinto desde então é tão imensa que não existe palavras que me permitam descreve-la.

Minha missão neste momento além de contribuir para a disseminação de "Amor Infinito" é leva-lo até meus filhos: Ana Clara, Ana Luiza e Miguel. Meus anjos, minha vida. Ensiná-los que o mais importante de nossa existência é amar e sermos gratos incondicionalmente, mesmo que isso signifique ir em direção contrária a tudo que se vê na sociedade atual.

Podemos melhor a energia vibratória do nosso Planeta e do Universo melhorando a nossa. Um exercício diário, uma meta, uma filosofia, deve ser como ar que respiramos. Esse é o nosso papel nesse mundo.

Gratidão Universo por ter colocado essas pessoas maravilhosas por perto para me resgatar.

#100MilAnjosCom Erick
#NovaCultura
#AmorUniversal
#Gratidao

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

De volta á escrita

Compartilhar

HÁBITOS QUE PREJUDICAM O CÉREBRO (matam neurônios)